Regate de Crevassa e Tatoosh Range

Bem amigos da rede Globo,

A Cris está em NY com o Otto. Pelo jeito todo mundo ficou doente por lá…ficar doente durante uma viagem é algo de outro planeta de ruim. Ela me contou que ficou 3 horas num ER esperando ser (mal) atendida…e o Otto não esta muito bem. Cidade grande, muita gente e imagino que ele não esta acostumado com a poluição…diferente de nós criados em São Paulo, o moleque não sabe o que é ar impuro.

Meu curso de montanhismo esta acabando. No fds passado fomos fazer o treinamento de resgate de crevassa (que é tipo uma fenda que se abre nos glaciares, devido à diferença de velocidade que o glaciar se movimenta entre a base e o topo versus a topografia do terreno). Enfim…é bastante comum este tipo de fenda e é necessário andar encordado com no mínímo mais duas pessoas…assim caso alguém caia numa fenda ou caso alguém escorregue no gelo as outras duas pessoas podem fazer a segurança e o resgate.

Saímos na sexta-feira à noite e no caminho o Rick e o Topher queriam comer uma pizza….eu nao tava com fome, mas encontramos um restaurante fechado que era dentro de um trem(?)…fomos para o bar do lado e perguntamos onde tinha o restaurante mais próximo ainda aberto as 9:30h da noite…a mulher indicou um "muito bom" a uns 300m de distância…e lá fomos nós. Quando entrei no restaurante tinha uma música country tocando MUITO alta e um bando de bêbados. O Rick foi ver se a cozinha estava funcionando…e nisso uma mulher muito trilili veio conversar com o Topher…surreal. Entendi o conceito do que eles chamam de  "Dive Bar" ou "Dive"…um minuto depois a bebada estava brigando com o barman e simplesmente jogou um copo de vidro na cara do coitado…pensei que ia rolar um boxe…o cara agarrou a mulher e literamente jogou a mulher para fora do bar…coisa de filme. Bóra tentar achar outro lugar pq a treta lá era grande…no meio nada.

Tinha um outro bar que a cozinha tinha fechado às 8:00, mas a mulher falou que fazia um sanduíche para a gente (eu nao ia comer). Ela só estava com um pouco de medo, pois tinha um rato na parte de baixo da prateleira de utensílios..qquer coisa ela gritava por ajuda. Eu realmente nao conseguia acreditar no que estava acontecendo…ela falou com a maior naturalidade, que nem se a gente fosse brother dela…tá fácil que eu ia comer.

Chegamos na cabine que alugamos do lado o Rainier National Park e vimos uns 3 ou 4 veadinhos na estrada. Amanhã o dia ia ser intenso…acordamos umas 5:30 e fomos encontrar o resto do grupo no estacionamento Longmire. De lá partimos para Paradise…chegamos um pouco atrasados e fomos o último time a chegar, mas o primeiro time a começar a trilha…nosso time esta começando a ficar azeitado. foram umas 3 ou 4 horas de caminhada até o glaciar Nisqually. Este ano esta atípico e o glaciar estava na maioria coberto por uma camada grossa de neve…então nenhuma crevassa estava exposta…e o dia estava feio com uma bruma impressionante, não dava para enchergar mais do que 20 metros…demoramos para achar, mas o nosso instrutor Dave achou uma crevassa gigantesca. Eu calculei que ela devia ter uns 50m de altura e uns 300 m de diâmetro…respeito.

Montamos as ancoragens com as piquetas e começamos a montar as ancoragens com os "deadman" para fazer o resgate. Basicamente a gente ia colocar uma pessoa dentro da crevassa e os outros dois tinham que fazer o resgate…é tudo muito simples, mas o sistema é muito elegante e eficiente. Com 2 polias fica fácil de puxar a pessoa da crevassa. Os instrutores supervisonam tudo e ajudaram a gente a ser mais eficiente.

Eu achei que ia estar um frio absurdo, mas o que aconteceu foi que estávamos no meio das nuvens (visibilidade foi bem ruim em 80% do dia) e o sol refletido pela neve e o gelo, com as nuvens refletindo de volta criaram um forno de convexão…MUITO quente e todo mundo estava torrando fazendo os exercícios.

Dentro da crevassa é um ambiente surreal…o gelo é impressionante, azul e muito compactado…eu entrei uns 15 metros e o gelo de onde eu estava devia ser muito antigo. Muito estranho é saber que vc esta entrando no passado distante…é um mundo diferente onde o ser humano não tem vez.

As fotos do primeiro dia estão aqui:

http://picasaweb.google.com.au/mfairbairn/CrevasseRescue

Chegamos de volta no carro já eram 8 da noite (ainda dia)…daí foi voltar para casa, cozinhar um mega macarrão para a galera se encher de água e ir dormir. 22:30 silêncio absoluto na casa…ninguém teve força e/ou coragem de ficar um pouco na Hot Tub que fumegava na varanda.

5:30 da manhã, o sol já brilhava através das árvores…o dia prometia…café rápido para nos encontrarmos novamente no estacionamento e desta vez fomos para o o Narada Falls. Desta vez a preparação foi mais relax e umas 8:30 começamos a caminhar. O plano era ir para leste do The Castle até o colo da montanha e escalar o Castle e depois cruzar para o Pinnacle e mandar ele também. Dois picos em um dia…e foi exatamente o que fizemos (o traçado vermelho abaixo foi o trajeto que fizemos)

As fotos vocês podem ver aqui:

http://picasaweb.google.com/mchl.long1/RainierCrevasse/photo?authkey=Ngd4pY7zAOI#5196773156657178898

 Pinnacle_Route

Namaskar!

MW 

This entry was posted in Uncategorized. Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s