Minority Report

Alô amigos da rede Global,
 
Pô, já estou a mais de 3 anos na Gringolândia…fazendo um retrospecto, não foi nada fácil, mas foi engrandecedor:
 – Trabalhei em 3 areas diferentes (Segmento e dois grupos de produto)
 – Fui agraciado com a noticia que perdi o emprego e tinha 6 semanas para me virar…com essa entendi do lado de quem que RH está trabalhando (isso foi a quase dois anos atrás)
 – Conheci mais de 150 pessoas e ganhei uns 20 amigos novos
 – O Ottão chegou para alegrar e ensinar como devemos encarar aprendizados
 – Fiz um curso basico de montanhismo, escalei 4 vulcões e um monte de montanhas
 – Andei de bike em umas trilhas épicas (alias comprei a bike que era sonho de adolescente, e ela é tão boa quanto eu imaginava)
 – Matei a saudade dos amigos no Brasil (Galera do Lago e até do Porto Seguro)
 – Comprei uma casa, graças a Cris.
 – Aprendi que não é fácil cuidar do jardim, graças a Cris
 – Aprendi a passar Caulk na banheira, graças a Cris
 – Me lembrei da fragilidade de tudo, graças a Cris e as férias que ela tirou  no Hospital Bandeirantes
 – Entendi um pouco o que os meus pais viveram quando eu era criança…
 – Leve é bom porque conserva os joelhos.
 
Enfim…
Passaram-se 3 anos…,mas parece que foram 15…
Namaskar
MW
This entry was posted in Computers and Internet. Bookmark the permalink.

2 Responses to Minority Report

  1. Ivone beatriz says:

    q bom todo este crescer filho! acho q somos quem somos por causa disto tudo!! e… e os filhos sempre nos surprendem…. nunca os conhecemos por completo como tb o nosso auto conhecer e constante ….e atemporal.me emocionei muito com o teu relato ! dos 3 anos q viraram 15 !beijos mae

  2. Julia says:

    Micha querido,Quase nunca entro por essas bandas, mas acho que hoje vou um sinal do anjo da guarda que me fez entrar aqui. Tô puta da vida com os States, puta da vida com o absurdo do imposto, puta da vida em estar puta da vida. Leio esse teu post e penso: caraio…. a gente rala, se fode, levanta e segue em frente. Ninguém nos avisou que ia ser tão difícil, e acho que nosso otimismo constante nos dá a anestesia de pensar que talvez seja mais fácil que a gente imagina. E nesse limbo que mora a fragilidade, a saudade da época que os pais eram pais, e que a gente acordou e virou pura responsa. Seguimos em frente, meu amigo, porque seja lá o que vier na frente, o que a gente vive hoje fica menor em perspectiva. Keep the head up. Logo vem verão, alto astral, a menininha e muita coisa boa pela frente.E quando todos estivermos de volta no Brasil, e bem, temos que combinar um porre coletivo hahahahahaahahahaha !nem que seja em 2035 ! beijocas na cris, no Otto e na princesa. outro pra ti com um abração de urso, pq tu guenta bem o tranco.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s