Ape Canyon & Smith Creek

Alô amigos da rede globo…

Ontem eu e o Marcão fomos fazer o primeiro repeteco do já clássico ride do Ape Canyon & Smith Creek lá no Mount St. Helens.

Foram cerca de 3horas e meia de viagem até o Marble Mountain Sno-Park, onde nós acampamos quase no mesmo lugar de dois anos atrás. Armamos a barraca e colocamos a fogueira para funcionar..em 10 minutos estávamos quase ready. Tínhamos inclusive um lampião à gás…(fala Sério!!!). O teste da comida do Trader’s Joe não foi muito bão não…macarrão sem sal e com uma consistencia meio mole…

A noite abriu e tinha um mar de estrelas no céu…em 15 minutos vi 3 estrelas cadentes…fantástico! Durante a noite uns animais vieram checar o nosso acampamento, mas nada de mais…..se bem que sempre fica um certo receio que seja um Urso perdido na floresta…

Acordamos umas 8:00 da manhã e lá pelas 9:30 estavamos na base da trilha…com uma garoazinha típica do PNW…o ride que já começa numa subidinha a la Tiger Mountain, já faz questão de lembrar a falta de condição física que estamos. Depois de cerca de 40 min de subida ouvimos umas vozes que ou eram de mulheres fofocando ou de crianças…e estavam pegando a gente rápido. A gente deu uma apertada no passo, mas nao teve jeito, duas mulheres passaram a gente…fácil…e conversando como se estivesssem no cabeleleiro. Quando elas pararam para tirar fotos alcançamos elas. As duas eram instrutoras de mountain bike em Whistler nas horas vagas e uma delas é ski Patrol…tava explicado. O dificil era pedalar com as sapatilhas da humildade Smile

Quando saímos da floresta tivemos uma mega vista do Ape Canyon, que foi esculpido pelo Glaciar que existia até antes da explosão em 1980. Com a erupção, o Glaciar derreteu ajudando a criar o Mud Slide que detonou grande parte da região. tem umas areas mais expostas que não é recomendado olhar muito para o lado , mas nada de muito perigoso.

Depois desta parte entramos numa parte do ride que é sui generis, Plains of Abrahams, que parece que vc esta pedalando na superficie de marte, mas ao inves de ser vermelho, é cinza…e venta. Nesta parte o St. Helens está logo ali do lado. Desta vez as nuvens sairam um pouco para a gente admirar a montanha…foi um presente. É um lugar especial que todos deveriam visitar, pois mostra a força e a beleza da natureza…amplo e misterioso.

Saindo da planicie, a gente segue por umas encostas de montanhas, fazendo um zig-zag seguindo o recortado perdendo um pouco de altitude, esta parte é muito fluida (flowy) e é uma delicia, mas sempre com muito cuidado para não errar para direita, pois a queda é meio agressiva…digo bem agressiva…logo após vem as escadas com pedras soltas que são bem divertidas, mas um pouco assustadoras, conectando com um ride a la Fruita, em cima do ridge das montanhas indo em direção ao Windy Ridge.

Almoçamos no Windy Ridge ouvindo a Rachel (ranger) falar sobre o Mt ST Helens para um bando de turistas. Checamos o mapa das meninas para ver onde é saída para o Smith Creek…e lá fomos nós. A primeira parte é um downhill bem interessante pois é com areia meio fofa, entã precisa ir controlando a velocidade e direção mais através da roda traseira com o breque. Nada de movimentos bruscos com a roda da frente e quase nada de freio dianteiro (só para dar um tempo para o traseiro esfriar)…muito interessante esta tecnica. Assusta um pouco no começo, mas depois fica muito divertida…tem umas areas interessantes, onde a curva tem um arbust (que impede vc de ver) , areia (virou a direção, chão), e uma depressão seguida de uma subida (se tiver com o peso no lugar errado, já era), tudo no mesmo lugar. Se vc não cair nessa, não cai mais Smile

Findo o Downhill (que deve ser feito com o banco abaixado no minimo 5 dedos), começa uma trilha seguindo o Smith Creek levemente downhill e super gostosa com curvas esculpidas em angulo (para facilitar a curva rápida) e mega fluidez. Esta parte termina com um wash-out que é impossível passar de bike…bem em frente a uma cachoeira que vem no meio de um vale. Fantastica!!!

Aqui vcs podem ver o perfil de altitude (em ft)  versus tempo (em intervalos de 15min):

 

image

No trecho seguinte eu quase comprei um terreninho, uma arvore e umas pedras. Fui inventar de descer um trecho sem desmontar totalmente da bike e a bike acelerou mais do que eu consegui controlar…segundo o Marcão, dei umas quicadas e não sei como desviei da arvore e das pedras….meda. Já estávamos quase no final e eu não controlei a minha nutrição de forma inteligente e acabei sofrendo o crash de energia. A subida final para o carro foi sofrida e demorada…e eu já não tinha agua nenhuma…chegei mais exausto do que deveria, com o traseiro quadrado e as pernas doloridas. Afinal for a 25 milhas da mais pura experiência pacifico-noroestina. (Update: aqui estão as fotos do Marcão)

Aqui está o video preliminar (o computer nao esta ajudando):

  
Ape Canyon & Smith Creek–Mount St Helens

Namaskar!!

MW

 

PS.: Aqui tem um mapa para os mais interessados (a gente pegou o shortcut em amarelo abaixo, esta foi a subida derradeira), o Downhill esta marcado com o DH em verde:

image

This entry was posted in Uncategorized. Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s