Final de Ano

Este final de ano tirei para ficar com a Cris e as crianças. De quebra meus queridos sogros (eu nao gosto desta palavra, porque para a maioria das pessoas ela tem uma conotação ruim, o que nao é o meu caso, muito pelo contrario) vieram nos visitar por uma semaninha que passou muito rápido.

O Otto pediu para o Papai Noel (que ele chama de Santa) uma bicicleta da abelhinha…e sem rodinhas. A Anna ainda nao pediu nada, mas com certeza ganhou uma bicicleta do Santa tb…o Santa até ligou para o Otto para perguntar se estava sendo um menino querido. Pergunta dificil para um guri de 4 anos…falo a verdade e corro risco de nao ganhar, ou minto e…corro risco do Santa não estar bem informado, do tipo nao checou o mail que meus pais mandaram…? No final o Santa decidiu que ele foi, net/net, um menino querido, mas que tem os seus momentos de fúria descontrolada. Eu não sou muito fã desta história de papai noel, mas foi muito legal.

Hoje de manhã pensei bastante sobre um quote:

Western laziness consists of cramming our lives with compulsive activity, so that there is no time at all to confront the real issues.” – Sogyal Rinpoche

E voltou novamente a questão de achar o sentido das coisas e principalmente da minha vida. O sentimento de autômato ainda paira sobre mim…consegui ficar uns bons 6 meses vivendo cada dia de cada vez, montando o dia na minha cabeça antes de viver…e foi estupendo, mas hoje e na semana que passou, não vivi assim. É o que o Sogyal fala aí de preguiça da vida entuchada de atividades compulsivas…

Vai saber se é a falta de vitamina D, se é a falta de sol, muito tempo dentro de casa…mas agora é a hora de reflexão, e o que estou vendo não é claro. É como se eu estivesse num gigante whiteout na montanha e meio que sem mapa e nem bússola. Eu basicamente ando sem referência…sem planos e quase sem motivação (ultimamente). É um whiteout confortável pois não tem vento e não está tão frio…mas se o tempo piorar fica perigoso.

Namaskar!

MW

This entry was posted in Uncategorized. Bookmark the permalink.

6 Responses to Final de Ano

  1. Ferapacci says:

    é migas, é sinal dos tempos…. chegando perto dos enta, parece que o normal é ver este branco (quer dizer, quem está procurando alguma definição na imagem com muito empenho). parece, também, que depois passa. aí vem um patamar de aceitação – realidade vs felicidade que se alcançou, e assim se caminha mais calmamente. let it be…

  2. Jane Lima says:

    Oi Micha

    Gostei muito do seu post: muito sincero e inspirativo. Me fez refletir um pouco no que li. Obrigada! Abraços…

    • mw1972 says:

      Oi Jane, meio depressão não…as vezes é duro mas é a minha realidade🙂
      Beijos
      MW

      • Jane Lima says:

        Oi Micha

        Não achei depressivo pq nao foquei nessa parte, mais sim no que vc falou que conseguiu ficar uns bons 6 meses vivendo cada dia de cada vez, isso eh muito bom quando conseguimos fazer, mas na maioria das vezes vivemos com o pensamento no futuro, sofrendo por antecipação ou no passado remoendo o que deixamos de fazer, enfim….também gostei da parte do Santa que mesmo vc não gostando, o fez e achou legal ver a reação das crianças. No final, eh so a alegria deles que importa! Abraços…

  3. miki w. says:

    olha! o livro é dele, do sogyal rinpoche, será q vc leu tb???
    tou tagarela né? melhor parar por aqui rssss

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s