O fim de um período…

Alô amigos da Rede Globo,

Fevereiro de 2012, mais precisamente no dia 1o. checo minha agenda para o resto da semana no celular e para minha surpresa o meu 1:1 com o GM foi antecipado 2 dias. Seria para hoje às 9:30h e eu já sabia o que isto significava. Avisei a Cris e me vesti para o trabalho….

Lá chegando todo o processo foi muito normal, primeiro meu chefe foi fazer a “reunião” dele com o GM e assim que ele saiu, foi a minha vez. Tudo muito sanitizado e civilizado…até perturbador o clima de normalidade, dado que várias pessoas que eu conhecia estavam tendo reuniões equivalentes.

Um período da minha vida acabara de terminar. Foram 12 anos de Microsoft, mas não é só isso que terminou…foram 18 anos de trabalho para grandes empresas multinacionais, 18 anos sem tempo. Lógico que neste período eu tive férias, muito boas por sinal (Patagonia, Andes peruvianos) e o trabalho me levou para muitos lugares novos. Mas não posso dizer que conheci eles, eu estive em muitos países em todos os continentes mas não tive o que é necessário para conhecer, tempo. Meu curriculo está recheado de cargos, responsabilidades e resultados…provavelmente sem sentido para 99% das pessoas. 18 anos é quase metade da minha existência aqui na bolinha azul.

O que eu posso falar do ambiente corporativo? Nada que você não saiba…assim como o transito de São Paulo, não adianta falar…é o que é. As pessoas aprenderam os protocolos para uma coexistencia civilizada e criam culturas peculiares…gostaria de saber se existem antropólogos estudando estas grandes corporações, em especial a Microsoft. A vida dentro de corporações, assim como da maioria das sociedades, continua egocêntrica e tribalista.

De toda esta experiencia o melhor e o pior é o aspecto humano. É logico que os meus amigos são o melhor e os meus inimigos são o pior (lembra do egocentrismo e tribalismo?)…hehehe, desculpe, mas não é assim. O melhor é ver a criatividade humana em ação, suportada por recursos abudantes, produzindo idéias e convertendo-as em realidade. O pior?  Bem, o pior é realização de que recursos abundantes não aceleram em nada a evolução das pessoas.

E agora José, o que vem agora? O período agora parece quase que um detox emocional. Estou comendo quando como, estou brincando com a Anna e o Otto quando brinco com eles. Tenho espaço, criado pelo tempo. Einstein falava do conceito de espaço-tempo como sendo intrinsicamente interligados, internamente é como eu me sinto…impressionantemente simples de sentir mas dificil de explicar.

Bom, por hoje é só. Namaskar!!

MW

 

This entry was posted in Uncategorized. Bookmark the permalink.

4 Responses to O fim de um período…

  1. Ferapacci says:

    e aí migas? curtindo um tempo ou já correndo atrás do tempo?
    pode ter certeza, dentro ou fora das grandes corporações, tudo isso aqui é uma corrida inexplicável contra o tempo… isso não vai mudar, onde quer que vc esteja por aqui… só o que vale é viver o caminho com estas pessoas da sua vida, e com você mesmo. talvez o único resultado esperado sejam as emoções que ficam na alma. beijos pra vocês.

  2. miki w. says:

    como li no tal livro que citei aí pra cima: ‘como quando como, durmo quando durmo.’ e isso é o que faz de um praticante de budismo tibetano, um praticante de budismo tibetano.

    sei que sou suspeita, mas acho que vc tá no caminho certo.

    bjs e desejos de bons augúrios pra família wegmann :-*

    • mw1972 says:

      Oi Miki,
      Eu li sim. demorei muito tempo lendo esse livro. Foi dureza, pois trata do tema que ninguem quer falar: a morte. Mas foi muito importante para mim…para a reflexão e o entendimento sobre minha vida e identidade.
      Saudades de voces.
      Beijocas
      MW

  3. miki w. says:

    sim, vc tem razao!
    mas, lendo, me sinto mais tranquila do que antes.
    estou gostando muito da leitura e de ver a morte através de uma ótica tão diferente da que sempre me acostumei a ver desde pequena.
    se a morte é inevitável e é, de fato, a única certeza que temos acerca da vida, preparar-se para quando ela chegue para nós ou para as pessoas queridas me parece sensato e sensível, além de um polimento espiritual.
    saudades de vcs todos tb!
    bjs, m.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s