Diapasão

Alo amigos da Rede Global,

Não estou escrevendo no onibus desta vez, mas vou tentar escrever por menos de 10 minutos. Qualquer coisa que demora mais do que 10 minutos não deve ser muito interessante, correto? To brincando…so porque demora 10 minutos para escrever nao significa que demorou 10 minutos para pensar e refletir. As vezes demoramos anos…

Mas ontem estive no meu primeiro quasi-funeral aqui nos EUA. Há cerca de duas semanas morreu um rapaz que trabalhava na academia de escalada. Um cara muito bacana, e era o coach da molecada do time da academia. Ele era a inspiracao de muita molecada…e de quebra ainda era o route-setter mais prolifico…para variar ele morreu em um acidente na descida de uma via em North Bend, infinite bliss. Rappel é a parte mais perigosa da escalada…de agora em diante eu vou rapelar com prussik.

A experiência me deixou novamente pensativo em como a experiencia aqui eh intensa mas curta. E como o sofrimento faz parte das nossas vidas…quando você entende que a individualidade é ilusória e que todos estamos conectados de certa maneira. O sofrimento de um individuo reflete em todos…reverbera como um diapasão. A alegria também…

Todos nós vamos passar por momentos de sofrimento. E olha que alguns de nós já sofremos bastante no passado…a experiência de ganhar um veículo para experimentar a bolinha Azul no canto da via lactea não vem com sofrimento opcional, é equipamento de série.  Por isso acho que o diapasão dentro de cada um de nós vibra com o sofrimento alheio…o que diferencia é como significamos o sofrimento e criamos propósito. Alguns sofrem porque se sentem amaldiçoados, outros culpam os pais, alguns culpam o passado traumático…outros culpam a incapacidade de criar um futuro ou prever o que sera…mas independente da fonte (interna ou externa) de sofrimento, como fazemos para usar a energia do sofrimento para aprofundarmos o nosso auto-conhecimento e também para gerar as ações de mudança? O que percebo é que ao mesmo tempo que nos conhecemos, aumenta a capacidade de empatia com o próximo. Este processo faz com que você perceba mais o diapasão interno vibrando…e de repente o sofrimento de outros dói tanto quanto o seu. O sofrimento de animais dói tanto quanto ao de humanos…

Bom terminaram meus 10 minutos…

Namaskar

MW

This entry was posted in Uncategorized. Bookmark the permalink.

One Response to Diapasão

  1. O poeta John Donne escreveu algo assim: “Nenhum homem é uma ilha, completamente iso­lado. Cada homem é um pedaço do continente, uma parte do todo. Se um torrão for levado pelo mar, a Europa ficará menor, não importa se for um promontório, a casa do seu amigo ou a sua própria. A morte de qualquer homem me diminui, porque sou parte da humanidade; portanto, nunca procure saber por quem os sinos dobram; eles dobram por ti.”

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s